Obrigada!

Só é possível cuidar de pessoas se ouvirmos o que nos dizem. E, como habitual, fomos à procura das respostas às nossas perguntas. 

A nossa principal questão é "recomendaria o Abrigo a familiares e amigos?" e "Sim" foi a resposta de 100% dos utentes. No SAD, ainda obtivemos maior reforço do grau de satisfação quando a totalidade  dos inquiridos respondeu afirmativamente à questão "voltaria a recorrer ao Abrigo para solicitar o serviço de apoio domiciliário?".

Apenas uma última nota para dizer que as sugestões que recebemos estão a ser incorporadas no planeamento e as palavras gentis divulgadas às equipas de trabalho.

Reforçamos o desejo de continuar a fazer melhor quando sentimos que as pessoas de quem cuidamos nos ajudam a cuidar melhor.

O nosso sincero agradecimento.
Muito obrigada!

caves do vinho do porto

 

Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina, 
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.
Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.
Pablo Neruda

Este poema assinala o dia em que a Direção e a equipa de trabalho do Abrigo visitaram as caves do vinho do Porto. O poema foi escolhido para nos lembrar que não é pelo nosso tamanho que teremos êxito ou fracasso. O êxito está na capacidade que temos, como equipa, de dar o melhor de nós.

Este mote aliado a um dia bonito de passeio contribui para a construção de memórias felizes. É nos momentos mais difíceis que é importante demonstrar apreço pelo nosso trabalho. É nos momentos mais difíceis que é importante reforçar que juntos, como uma equipa, somos capazes de ultrapassar qualquer dificuldade. Sim, juntos somos mais fortes!

No Abrigo temos a certeza que quando todos dão o melhor de si, o Abrigo está a contribuir para um mundo melhor a cuidar de pessoas. E isso é muito, muito bom!

A Humanitude é transformadora na forma como olhamos para o outro, para o nosso trabalho e para nós próprios.

Quando a formação termina temos uma certeza: é impossível continuar a fazer como fazíamos. E fazer diferente torna-se uma urgência. Sabemos por experiência própria que esta certeza gera angústia e desorientação porque não sabemos por onde começar.

No Abrigo, o percurso que efetuamos foi assente na melhoria continua, na construção de instrumentos e na monitorização do nosso desempenho.

Para quem ainda está a começar, e depois da formação inicial, o mergulho em Unidade Humanitude no Abrigo permite conhecer os princípios da filosofia incorporados na organização e funcionamento, permite a observação das práticas e o conhecimento dos instrumentos de trabalho que foram construídos para dar corpo à prestação de cuidados em Humanitude. 

Queremos agradecer à Santa Casa da Misericórdia da Trofa por acreditar que conhecer a experiência do Abrigo poderia ser uma oportunidade de aprendizagem. Esperamos que os dias de trabalho em conjunto tenham sido inspiradores e úteis para a construção do vosso caminho em Humanitude.

Em conformidade com as disposições legais aplicáveis e os estatutos da associação, convoco todos os sócios para se reunirem em Assembleia Geral, que terá lugar na sede da associação, sita na rua da estação 541 4520-618 São João de Vêr, pelas 20h30m do dia 16 de Abril de 2018 com a seguinte ordem de trabalhos: 

  1. Informações da Direção;
  2. Leitura do parecer do conselho fiscal sobre o relatório e contas do ano de 2017;
  3. Apreciação e votação do relatório e contas do ano 2017;
  4. Outros assuntos de interesse para a associação. 

Se à hora indicada não houver quórum, a Assembleia terá inicio 30 minutos depois no mesmo local, com qualquer número de sócios e a mesma ordem de trabalhos. 

São João de Vêr, 23 de Março de 2018
O Presidente da Assembleia Geral
Eng.º José Fernandes de Oliveira

Para consultar os documentos em discussão na assembleia, Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

agostinho roseta

Apreciada a candidatura do Abrigo ao prémio Agostinho Roseta, com o projeto “Cuidar de pessoas Idosas em Humanitude”, venho por este meio informar V. Exa. que o Júri do Prémio, considerou este projeto o que reunia mais condições para a atribuição do Prémio na categoria de Boas Práticas referente à 9ª edição.

O Prémio Agostinho Roseta é um testemunho de apreço e uma forma pública e solene de homenagear as pessoas singulares e coletivas que, em cada ano, mais se tenham distinguido na implementação e difusão de boas práticas em domínios relevantes para a melhoria e dignificação do trabalho, e das condições em que é prestado, e para o incremento do diálogo social, ou na realização de estudos e trabalhos de investigação sobre estas matérias. Com a candidatura “Cuidar de pessoas idosas em Humanitude”, O Abrigo demonstrou o impacto da implementação da filosofia Humanitude e da metodologia Gineste-Marescotti nos profissionais que cuidam. Este impacto traduz-se em benefícios nas relações laborais e na melhoria da dignificação das condições em que o trabalho é prestado.

A atribuição deste prémio é motivo de grande orgulho. Este reconhecimento público traz-nos alento para continuar a reforçar os princípios da Humanitude enquanto ferramenta que permite não só a melhoria da prestação dos cuidados, mas também o desenvolvimento das competências profissionais, relacionais e pessoais necessárias ao desempenho de excelência dos cuidadores.E porque os prémios são feitos de pessoas, muito, muito obrigada:

ao Instituto Gineste-Marescotti Portugal que, indiscutivelmente transformou a forma como cuidamos de pessoas;
à equipa de trabalho do Abrigo que diariamente dá o seu melhor;
à Direção do Abrigo que acreditou ser possível fazer melhor e fazer diferente.

E porque há mensagens que nos deixam mesmo felizes, aqui fica o registo: “A vossa equipa está de parabéns… pela VIDA, por CUIDAR COM O CORAÇÃO. Não há melhor perfume… Um abraço”

 

2018 | O Abrigo - Centro de Solidariedade Social de São João de Ver
Todos os direitos reservados. | Política de privacidade
Livro de reclamações online